cão na praia e imagem de coração (órgão)

Verme do Coração nos pets: diagnóstico e prevenção

A Dirofilariose, mais conhecida como Verme do Coração, é uma doença causada por um parasita (Dirofilaria immitis) e é transmitida por mosquitos. Entre os mosquitos transmissores está o Aedes Aegypti, conhecido por transmitir doenças como Dengue, Chikungunya e Zika.

Tudo começa com a picada de um mosquito que carregue as microfilárias, forma imatura e larval do verme. Primeiramente, o mosquito infecta o seu pet com as larvas enquanto ele se alimenta de sangue. Depois, essas larvas migram pelo corpo do animalzinho em direção ao coração, onde se instalam do lado direito – por isso são conhecidas como “verme do coração”. O calor é um fator que acentua a proliferação dos mosquitos transmissores, de modo que eles estão mais presentes em regiões quentes e litorâneas. Por isso, o cuidado com os pets no verão é ainda mais importante.

Um dos agravantes da doença é que, em seu estágio inicial, o cão infectado não apresenta sintomas, o que dificulta ao tutor descobrir que seu amigo está doente. Somente cerca de 7 a 9 meses depois da picada do mosquito é possível constatar o parasita, o que torna a infecção ainda mais perigosa. Na maior parte dos casos, os sintomas como tosse, emagrecimento, dificuldade para respirar e intolerância ao exercício só são aparentes após alguns meses da infecção. O maior agravante é que a Dirofilariose pode causar insuficiência cardíaca e, assim, levar o cão à morte.

Diagnóstico e sinais clínicos

O diagnóstico deve ser feito por um médico veterinário, que irá se basear nas informações passadas pelo tutor do cão e nos exames clínicos e complementares para diagnosticar a presença da doença. Conforme a doença progride, no entanto, estes são os sintomas mais comuns do verme do coração nos cães:

  • Tosse crônica;
  • Intolerância ao exercício;
  • Fraqueza;
  • Taquipneia (respiração acelerada);
  • Dispneia (dificuldade para respirar);
  • Perda de peso.

Um dos testes capazes de identificar a dirofilariose é um tipo de exame sorológico que capta a presença de antígenos por amostra de sangue. São substâncias produzidas pelo verme, responsáveis por sua ligação com os anticorpos do cachorro. Um dos testes mais comuns é o ELISA, que detecta esses anticorpos produzidos e é feito no consultório do veterinário, se ele tiver os equipamentos necessários.

Aqui na Pet Center Canoas, temos disponíveis o ELISA, que é um teste sorológico rápido para detecção da doença, e também o teste de PCR, feito por meio da coleta de sangue e análise dos níveis da Proteína C-Reativa. A PCR é uma proteína produzida pelo fígado, cuja concentração sanguínea se eleva radicalmente quando há indicativo de processos inflamatórios ou infecciosos.

Prevenção

Para qualquer doença, o melhor remédio ainda é a prevenção. Por isso, com o verme do coração não é diferente! Existe no mercado um antiparasitário injetável de ação prolongada, o Pro Heart, produzido pelo laboratório da Zoetis. Este medicamento preventivo pode ser encomendado na Pet Center Canoas e, após administrado no pet, sua ação dura 12 meses. Sendo assim, as doses devem ser repetidas anualmente para garantir a proteção do animal.

O médico veterinário e coordenador clínico da Pet Center Canoas, Guilherme Cirino, explica que o verme do coração não tem cura. “Depois de adquirida a doença, ela não tem cura, pois é muito difícil matar os parasitas dentro do coração e, caso seja feita uma medicação que os mate, eles podem se tornar êmbolos e levar o paciente a óbito por tromboembolismo”, ressaltou.

Além da administração do Pro Heart, o mais importante para prevenir a dirofilariose é evitar a picada do mosquito, especialmente em áreas de maior risco, como as litorâneas e quentes, onde há mais desses insetos. Portanto, o uso de coleiras repelentes e repelentes em geral é uma ótima ajuda para mantê-los longe e ainda prevenir contra outras doenças, como a do carrapato. Além disso, evite sair com os cães em horários do dia ou do ano em que os mosquitos estão mais abundantes.

Mais posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.