Profilaxia dentária

O que é doença periodontal?

A Doença Periodontal tem seu início com o acúmulo de placa bacteriana, que é uma película que se adere à superfície dentária. Com o passar do tempo, ela se mineraliza, formando os cálculos dentários(tártaro).

A primeira reação da cavidade oral é a gengivite (inflamação da gengiva), que quando crônica, pode passar para uma periodontite (destruição do suporte dentário), levando à perda dos dentes.

profilaxia

Tratamento da doença periodontal? 

Para se realizar um tratamento realmente eficiente, o animal deve ser submetido à anestesia geral. A partir desse momento, os dentes são examinados um a um.  O cálculo é removido com um aparelho de ultra-som (tanto acima quanto abaixo da gengiva) e, muitas vezes, é necessário fazer outros procedimentos, como aplainamento radicular, extrações e até mesmo retalho gengival. Após a raspagem, os dentes são polidos com motor de baixa rotação, utilizando uma pasta especial. Esse procedimento deixa os dentes mais lisos, diminuindo o acúmulo de placa.

Riscos anestésicos?

Essa é a pergunta mais freqüente dos proprietários. Hoje em dia, com os recursos disponíveis, os riscos anestésicos são muito pequenos. O animal é entubado e recebe anestesia inalatória, com drogas que oferecem grande segurança. Além disso, durante todo o procedimento são monitoradas as funções vitais do animal, como pressão arterial e freqüência cardíaca e respiratória, como em um centro cirúrgico humano.

Ataque silencioso – saúde geral comprometida:

Durante todo o período em que o seu animal apresentar a doença periodontal lembre-se que, além do mau hálito que incomoda à toda família, ele também estará sofrendo um bombardeio silencioso de milhões de bactérias que estarão saindo das placas de tártaro e indo para seus órgãos internos através da corrente sanguínea.

Cada bactéria causa pequeninas lesões nos vasos sanguíneos, articulações (poliarterite) e em órgãos como coração (principalmente no endocardio – endocardite bacteriana), fígado (hepatite) e rins (glomerulonefrite). Com o passar dos anos, estas pequeninas lesões crescem, pois as bactérias presentes no tártaro continuam a se multiplicar, e passam a prejudicar o funcionamento destes órgãos.

Deve-se sempre lembrar que tão importante quanto o tratamento periodontal é a manutenção da saúde bucal após o mesmo, através das medidas profiláticas indicadas pelo seu médico veterinário.

Portanto a mensagem é clara: Proteja o seu animal!

Não permita que ele passe anos acumulando tártaro e bactérias que além de causarem odores desagradáveis, destruirão seus dentes e seus órgãos internos. Não espere que ele apresente “um pouquinho mais de tártaro ” para levá-lo a um odontologista veterinário.

Procure o tratamento periodontal o quanto antes e comece um programa de profilaxia e higiene bucal para que seu animalzinho possa passar longos anos de alegria e companheirismo ao seu lado.

 

Patrícia Oliva Rosa
Médica Veterinária
CRMV/RS 9138

 

 

Mais posts

1 comment on “Profilaxia dentária

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.