CUIDADO: os perigos de oferecer ossos aos cães

Quem tem cachorro em casa sabe: ossos são uma das comidas preferidas – se não a mais amada – entre os cães. Por isso, muitos tutores não resistem aos pedidos dos seus pets e oferecem o osso acreditando que ele não fará nenhum mal. Apesar de gostarem tanto, a ingestão de ossos não é recomendada pelos médicos veterinários, pois pode trazer sérios riscos à saúde do animal.

Aqui na Pet Center Canoas temos histórias de pets que comprovam o quanto esses alimentos podem ser nocivos. Um deles é o caso do Bud, que ilustra a imagem deste texto. Diretor Clínico da Pet Center Canoas, o médico veterinário Guilherme Cirino explica que após ingerir um osso de costela de gado, o alimento ficou preso no esôfago torácico do cão. “Acabou rompendo o orgão e liberando secreção purulenta dentro do tórax, colocando a vida do Bud em risco”, conta o veterinário. Segundo Guilherme, essa complicação – corpo estranho no esôfogado torácico – é a mais comum e perigosa de acontecer em cães que ingerem ossos.

Bud precisou passar por cirurgia emergencial, na qual foi feita a remoção do osso e reconstrução esofágica, além da lavagem do tórax, que ficou muito contaminado. Após o procedimento cirúrgico, teve outras complicações e ficou quase três semanas internado.

Por que não posso dar ossos de galinha?

De formato dividido e com pontas, ao ser mastigado o osso de galinha solta lascas que podem trazer riscos à saúde do animal, principalmente de perfuração no esôfago. O médico veterinário Guilherme Cirino alerta também para o risco do osso ficar preso no intestino e causar impactação intestinal. “É raro, mas também pode acontecer, de o osso perfurar o intestino. E se esta perfuração formar uma lesão, pode ocasionar problemas ainda mais graves, como infecções generalizadas e hemorragias, já que as bactérias presentes no interior do órgão podem ser levadas à cavidade abdominal”, acrescenta.

Ossos de carne de gado e porco também devem ser evitados

Muitos tutores sabem os riscos que os ossos de galinha podem trazer à saúde dos pets e acabam oferecendo os restos de churrasco acreditando não ser uma opção perigosa. Na verdade, ossos de carne de gado e de porco também devem ser evitados.

Normalmente, antes de ser oferecido ao cachorro o osso passa por um processo de cozimento. Com o calor intenso, pode ficar muito duro, fazendo com o que o pet tenha dificuldade de mastigar e engula pedaços inteiros, aumentando o risco de engasgo. E o osso se quebrar durante a mastigação também é um risco, pois pode criar pontas e causar as mesmas perfurações que os ossos de galinha. “Com osso de costela, por exemplo, é bastante comum que ele fique preso no céu da boca de animais de porte maior. Isso causa dificuldade de alimentação, uma sensação muito grande de agonia no pet e pode até necrosar tecidos adjacentes”, explica o Diretor Clínico da Pet Center Canoas.

Posso dar ossos de couro pro meu cão?

Os ossos de couro também oferecem riscos à vida do pet, pois os pedaços podem se soltar e causar engasgo no cão. Existem muitos casos de cães que vão a óbito em decorrência do engasgamento por ossos de couro. Além disso, conforme explica o veterinário Guilherme Cirino, estes ossos sofrem processos de fabricação com substâncias químicas que podem ser nocivas ao animal.

Existe alguma alternativa que não prejudique o pet?

Nossa recomendação é expressa: evite dar qualquer tipo de osso ao seu pet. De acordo com o médico veterinário Guilherme Cirino, a informação de que os cães absorvem cálcio ao roer os ossos – e por isso oferecer o alimento seria saudável – é mito.

Para estimular a mastigação e o ato de roer, prefira petiscos específicos para limpeza dentária, que apresentam menos riscos. A Pet Center Canoas trabalha com algumas linhas de produtos para atender a essas necessidades.

E em caso de engasgo ou qualquer sinal clínico de obstrução no seu pet, busque imediatamente atendimento veterinário. A Pet Center Canoas conta com plantão 24 horas e possui estrutura hospitalar completa, com equipe preparada para atender qualquer emergência.

Mais posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.