Alergia de pele em pets pode ser perigosa

Rate this post

Seu pet se coça muito? Saiba que a coceira excessiva pode ser sinal de alergia de pele em pets. Na pior e mais comum manifestação, exige atenção e tratamento a vida toda.

A dermatite atópica, por exemplo, é uma síndrome diferente das outras doenças alérgicas e não tem cura. É uma doença muito complexa, que faz com que os animais fiquem sensíveis a fatores ambientais, muito semelhante à dermatite atópica de humanos.

Quer saber mais sobre alergia de pele em pets e os cuidados necessários? Continue a leitura.

Quais são as causas da alergia de pele em pets

A alergia de pele pode ter as seguintes causas.

  • Dermatite atópica: doença genética inflamatória na qual a pele se torna sensível a estímulos variados do ambiente, como pólen, ácaros, grama, pó doméstico etc.
  • Alimentar: com sinais clínicos semelhantes aos da dermatite atópica, o diagnóstico se dá pela mudança da dieta durante 60 dias. Os fatores alergênicos mais reportados são as proteínas da carne bovina e do frango.
  • Picadas de insetos: é uma reação localizada a partir do contato com a saliva da pulga, do carrapato ou de outros parasitas. Mais comum fora dos grandes centros urbanos ou em áreas com saneamento precário, mas também bem presente na cidade. Este tipo de alergia, segundo o médico veterinário Guilherme Cirino, tem relação direta com os cuidados do tutor para que o animal não contraia ectoparasitas.
  • De contato: problema pontual desenvolvido a partir do toque ou convívio do animal com algo que irrite a pele, como a coleira ou certos produtos químicos.

Principais sinais clínicos de alergia de pele em pets

Todo gatinho ou cãozinho se coça de vez em quando. Até a gente sente coceira. No entanto, por ser um sinal pouco específico, a coceira pode indicar desde a presença de pulgas até ansiedade.

Por isso, preste atenção sempre que seu filho de quatro patas tiver parar de comer ou brincar para se coçar e apresentar:

  • Intenso prurido (coceira);
  • Vermelhidão;
  • Descamação;
  • Alopecia;
  • Hiperpigmentação;
  • Presença de pápulas e máculas.

Como é realizado o diagnóstico

O diagnóstico para alergia de pele em pets e dermatite atópica é principalmente feito pelo exame clínico. Assim, o médico veterinário precisa, primeiramente, excluir todas as possibilidades de alergias.

Além disso, o veterinário também fará uma anamnese (entrevista) com o tutor, a fim de conhecer melhor o histórico do pet. Também são realizados diversos exames para entender a raiz do problema, suas causas e consequências.

Tratamento para alergia de pele em pets

O tratamento será indicado pelo médico veterinário especialista, no caso um dermatologista, de acordo com o caso específico de cada pet.

As indicações mais comuns são de aplicação de shampoos especiais, alimentação com rações específicas e deixar o peludinho sem contato com os elementos que causam a reação alérgica.

Normalmente, o tratamento também é realizado com o uso de antialérgicos e corticoides ou corticosteroides, mas o indicado é identificar a causa da alergia para um tratamento mais duradouro e efetivo.

Conte conosco para a prevenção e tratamento de alergias

Ao perceber qualquer sinal no seu peludinho, leve-o imediatamente até o veterinário.

Na Pet Center Canoas temos atendimento 24 horas, com equipe altamente especializada para diagnosticar e tratar alergia de pele em pets.

Clique aqui para conversar com nossa equipe pelo WhatsApp.

Mais posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *