pneumologia veterinaria pets

Pneumologia veterinária: aliada para a vida dos pets

A pneumologia veterinária é uma especialidade ainda pouco trabalhada, embora muitos pets apresentem problemas relacionados com as vias respiratórias e pulmões. Mas a ótima notícia é que na Pet Center Canoas contamos com uma das poucas médicas veterinárias especializadas na função no Brasil. A Dra. Sofia Wistuba buscou cursos na medicina humana para se aperfeiçoar e poder cuidar dos pets. Todo o esforço dela deu tão certo que hoje ela é referência no país nesta área. Conversamos com a vet Sofia e ela nos contou mais sobre a pneumologia veterinária. Acompanhe!

Como surgiu o interesse em atuar nessa área de especialização?

Sou especialista em Cardiologia há 10 anos e a principal queixa dos tutores quando chegam no consultório é a tosse. E em muitos casos, após o diagnóstico diferencial, verificamos que a tosse não tem origem no coração. Então, comecei a estudar a fundo essa parte respiratória para poder ajudar nisso. E senti falta de no Brasil não termos uma especialização na pneumologia veterinária. Então, precisei fazer uma especialização na pneumologia humana para poder adaptar para os animais. Conclui a pneumologia geral e agora estou fazendo a pneumologia pediátrica. Hoje sou cardio-pneumologista.

Os pets sofrem problemas respiratórios, assim como nós humanos?

Elas sofrem de todas as “ites”, assim como a gente. As doenças alérgicas todas: rinite, sinusite, bronquite, asma, pneumonias, tosses constantes e não relacionadas ao coração. Sobre a tosse, especificamente, é preciso realizar um diagnóstico diferencial para saber se tem origem cardíaca. Mas, o que percebi é que em 90% dos casos é de via aérea, inferior ou superior. Ou seja, os pets sofrem tanto quanto nós com espirros, tosse, alergias. O tratamento é tão longo quanto para o ser humano e deve ser adaptado. Para isso, a colaboração do tutor é extremamente importante para entender que o acompanhamento contínuo será necessário e que o manejo ambiental e medicamentoso em casa é essencial para o sucesso do tratamento.

Quando saber o momento de procurar um especialista?

A tosse é um mecanismo de defesa do organismo. Mas uma tosse frequente, constante, ou que está realmente comprometendo a qualidade de vida do pet deve ser investigada. Isso porque precisamos saber a causa disso para, então, tratar. Pode ser alérgica, cardíaca, bacteriana, viral e, para cada causa, existe um tratamento diferente.

As medicações já estão evoluídas na área veterinária para esses casos?

A maioria das medicações são adaptadas da farmácia humana, muito mais parecido com a pediatria humana. Isso porque o animalzinho não tem a noção de fazer uso da bombinha ou inalação, então é o tutor que vai fazer, assim como a mãe faz para a criança. Na veterinária, nós temos medicamentos muito bons na parte de antibióticos e antialérgicos. Mas as bombinhas e inalações são adaptadas da farmácia humana na questão de dosagem.

Poderíamos citar algumas raças mais predispostas a ter problemas respiratórios?

Da parte de problemas respiratórios, as raças mais predispostas são as de focinho mais curto: pug, shih tzu, lhasa, bulldog. Entre os gatos, persa, himalaia. Sempre é feito um diagnóstico, por vezes com exames mais complexos como a tomografia, a broncoscopia, que nos auxiliam para o tratamentos de doenças respiratórias.

Quais são os cuidados a serem tomados com relação ao clima muito quente ou muito frio?

Aqui no sul temos as estações bem intensas, tanto o verão quanto o inverno. No inverno, devemos manter os pets aquecidos e ter cuidado com o choque térmico. No verão, temos a questão do ar-condicionado, cuidar para não direcionar diretamente no animalzinho. Manter a água sempre mais fria durante os dias de calor para manter o conforto térmico. Eles têm a temperatura mais alta do que a nossa, mas animais com o pelo muito grosso devem ser tosados e resfriados. Outra questão bem importante para ser cuidada é com relação à fumaça, seja ela de fogões a lenha, churrasqueira ou cigarros. Nunca se pode fumar perto de cães e gatos, pois eles acabam sendo fumantes passivos e correm o risco de desenvolverem doenças graves. Fumaça e pulmão não combinam.

Se o seu pet tem sofrido com tosses constantes ou outros sintomas respiratórios, busque atendimento. Agende sua consulta em pneumologia veterinária ligando para o (51) 3427-3832 ou enviando uma mensagem em nosso WhatsApp (51) 98206-3018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.