doenças de pele

Papo com Vet: doenças de pele nos pets

5.0
01

As doenças de pele estão entre as principais queixas dos tutores de cães e gatos. Por estarem relacionadas a diversos fatores e por serem os problemas bem complexos, o especialista necessita realizar uma avaliação criteriosa do paciente a fim de estabelecer um diagnóstico preciso.

Um pouco diferente da Medicina Humana, a Dermatologia Veterinária abrange tudo o que é relacionado à pele e também ao ouvido.

As dermatites mais comuns que acometem os pets são as alergias. As causas são diversas e muitas vezes estão presentes no ambiente em que o animal vive.

Por exemplo, no Verão é muito frequente a dermatite alérgica por picada de pulgas.

Outra alergia frequente é a dermatite atópica, uma doença genética em que a pele não funciona como uma barreira de proteção, assim o pet faz alergia a várias coisas presente no ambiente, como ácaro, pólen e grama.

O processo alérgico é acompanhado de coceira em excesso. Portanto, observe se o seu cachorro ou o seu gato está se coçando demais, principalmente na região facial, pescoço, ouvidos, patinhas, axila, no dorso próximo ao rabo e barriguinha.

E fique atento às otites frequentes, saiba que ela é a manifestação clínica mais comum da alergia ao alimento.

Conheça mais sobre a especialidade de Dermatologia nesta entrevista com a médica veterinária Camila Lupion.

Em quais regiões do corpo mais se manifesta a dermatite atópica nos cães?

Existem diferentes locais de manifestação, mas as mais comuns são abdômen, patas, axilas, perioral, periocular, perianal e otite.

A dermatite atópica não tem cura, portanto, é uma doença crônica que exige um tratamento contínuo. O início dos sinais clínicos comumente ocorre entre os dois a cinco anos de idade, mas eventualmente mais jovem ou mais tardio. Como não existe cura, o tratamento busca  oferecer uma melhor qualidade de vida ao animal.

O que o pet sente quando está com quadro alérgico?

Eles sentem desconforto, às vezes não conseguem dormir, não conseguem brincar, interfere na rotina do paciente.

E como as alergias se manifestam no corpo?

Se manifestam por meio de coceira, vermelhidão, bolinhas vermelhas, entre outras formas. Quando a coceira é muita intensa, por consequência faz lesões na pele como feridas ou falhas na pelagem.

Quais são os tratamentos nos casos de dermatite atópica?

Os tratamentos são multimodais, pois devem abranger vários pontos.

Entre as formas de tratamento, podemos citar os banhos terapêuticos com xampus hidratantes, antissépticos ou calmantes. Além dos banhos com os xampus, temos uma linha de dermocosméticos bem ampla na medicina veterinária que pode agregar maiores benefícios, como os condicionadores, cremes sem enxágue, ampolas spot on reconstrutoras de barreira cutânea, entre outros.

Muitas vezes, é necessário utilizar medicamentos via oral e também rações medicamentosas hipoalergênicas ou coadjuvantes ao tratamento para casos de alergia.

Cães e gatos também precisam usar protetor solar?

Sim, é muito importante o uso do protetor solar  principalmente para os pacientes mais branquinhos com regiões desprotegidas por pelos. Essas áreas podem sofrer  queimaduras solares e posteriormente desenvolver câncer de pele, assim como nós humanos.

Qual o momento de levar o pet para a consulta com o especialista em Dermatologia?

É sempre importante prestar atenção se existe alguma alteração na pele do animal ou se ele está tendo alguma coceira ou incômodo que antes não era presente. Se isso ocorrer, traga para avaliação do veterinário, se possível sempre o especialista em Dermatologia.

A nossa principal função é propiciar mais qualidade de vida ao pet.

Mais posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.